Clique e assine a partir de 9,90/mês

Obama usa cerimônia de “perdão” do peru para ironizar críticos

Presidente citou reforma migratória promovida pelo seu governo

Por Da Redação - 27 nov 2014, 06h49

O presidente dos EUA, Barack Obama, usou na noite de quarta-feira a tradicional cerimônia de “perdão” que salva dois perus do forno – parte das celebrações de Ação de Graças – para ironizar os críticos da reforma migratória. Neste ano, Obama perdoou dois perus batizados como “Mac” e “Cheese”.

“Tenho certeza que (o indulto do peru) será a ação executiva da qual mais se falará este mês. Hoje atuo completamente dentro da minha autoridade legal, com uma medida que já foi tomada por presidentes democratas e republicanos antes de mim, para salvar dois perus, ‘Mac’ e ‘Cheese’, de um destino terrível e delicioso”, brincou, em alusão à sua polêmica medida para reformar o sistema migratório. “Sei que alguns chamarão isto de anistia, mas não se preocupem, há peru para todos”, acrescentou.

Leia também:

Obama revela plano para legalizar 5 milhões de imigrantes

Continua após a publicidade

Mulher armada é detida nas imediações da Casa Branca

Obama pede US$ 3,7 bi para enfrentar surto migratório de crianças

EUA agilizam deportações diante da crise na fronteira

Na semana passada Obama irritou a oposição ao anunciar a maior regularização de imigrantes ilegais em 30 anos, uma medida que, na opinião dos republicanos, ultrapassa os poderes presidenciais.

Continua após a publicidade

A cerimônia do “indulto” foi celebrada este ano no interior da Casa Branca por causa da chuva que caiu durante todo o dia na capital. Agora, os dois perus que se salvaram de acabar na mesa passarão o resto de seus dias no parque Morven Park, no Estado da Virgínia.

Pelo menos 88% dos americanos come peru ao forno na tradicional ceia de Ação de Graças, na quarta quinta-feira de novembro, segundo dados da Federação Nacional do Peru, que desde 1947 presenteia o presidente com pelo menos uma destas aves.

Mau tempo – Ao menos 4.000 voos foram cancelados ou estavam atrasados na quarta-feira no nordeste dos Estados Unidos, devido ao mau tempo, o que acabou frustrando milhões de americanos em deslocamento por causa do feriado do Dia de Ação de Graças.

Cerca de 46 milhões de americanos deviam viajar mais de 80 quilômetros para celebrar a tradicional festa do Dia de Ação de Graças na quinta-feira, dos quais 90% de carro, segundo a Associação Americana do Automóvel (AAA).

Continua após a publicidade

(Com agência EFE)

Publicidade