Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Obama sugere que vai morar mais 5 anos na Casa Branca

O porta-voz Jay Carney, porém, esclareceu que a disputa entre o presidente e o candidato republicano que for escolhido na convenção do partido será apertada

Por Da Redação 28 fev 2012, 20h17

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, confia em conseguir a reeleição nas eleições de novembro e se vê morando na Casa Branca por mais cinco anos, segundo sugeriu nesta terça-feira durante um ato em Washington. Ao lembrar em discurso a membros do sindicato United Auto Workers (UAW) uma visita que fez a uma fábrica da General Motors (GM) em Detroit, na qual sentou ao volante de um Chevrolet Volt, Obama comentou: “Dentro de cinco anos, quando já não for presidente, comprarei um desses”.

Infográfico: Os republicanos que querem o lugar de Barack Obama na Casa Branca

Em sua fala, Obama demonstrou sua esperança em derrotar o candidato republicano no pleito de dezembro e permanecer na Casa Branca até o final de 2016. No entanto, o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, quis esclarecer depois em sua entrevista coletiva diária que Obama considera que a disputa entre ele e o candidato republicano que sair da convenção desse partido em agosto na Flórida será apertada.

“Obama é, sem dúvida, consciente que, com o tipo de ambiente econômico dos últimos três anos, será uma eleição muito competitiva”, sustentou Carney. O presidente está à espera que o Partido Republicano escolha seu candidato para “debater diretamente” com ele as políticas que iniciou desde que chegou à Casa Branca em 2009, continuou o porta-voz.

Embora Obama já esteja em campanha eleitoral há meses, ainda não quis avaliar seus possíveis rivais republicanos, entre os quais se destaca o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney. Segundo pesquisas recentes, apesar de sua popularidade ter caído desde 2009, Obama ganharia amplamente tanto de Romney como dos demais pré-candidatos republicanos – Rick Santorum, Newt Gringrich e Ron Paul – em novembro.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade