Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Obama quer sanções à Síria e nega atalhos para paz no Oriente Médio

Por Stan Honda 21 set 2011, 11h48

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, convocou nesta quarta-feira o Conselho de Segurança da ONU a impor imediatamente sanções à Síria pela repressão das manifestações contra o regime de Bashar al-Assad.

“Não agir é indesculpável. É hora de o Conselho de Segurança das Nações Unidas sancionar o regime sírio, e de solidariedade para com os sírios”, afirmou Obama em seu discurso na 66ª Assembleia Geral da organização internacional em Nova York.

Obama também ressaltou que não existem “atalhos” em direção à paz no Oriente Médio, em meio às disputas diplomáticas para impedir que os palestinos peçam o reconhecimento pleno de seu Estado na ONU.

“Estou convencido de que não existem atalhos para pôr fim a este conflito, que se prolonga por décadas. A paz não é alcançada com declarações e resoluções na ONU. Se fosse fácil assim, já teria ocorrido”, disse o presidente americano.

Já Irã e Coreia do Norte poderão sofrer um maior isolamento pela insistência em seus programas nucleares, segundo Obama.

“O governo iraniano não conseguiu demonstrar que seu programa é pacífico. (…) A Coreia do Norte ainda tem que tomar passos concretos para abandonar suas armas”, disse o presidente americano.

Continua após a publicidade
Publicidade