Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obama promete abrir mão de parte de seu salário anual

Jornal 'The New York Times' publicou que presidente devolverá 5% de seu salário anual de 400.000 dólares em solidariedade a funcionários públicos atingidos por cortes de despesas

O presidente americano Barack Obama vai abrir mão de 5% do seu salário em solidariedade aos funcionários públicos que devem ficar alguns dias sem trabalhar e sem receber, em decorrência do corte de gastos que entrou em vigor no mês passado. Como o salário anual de Obama é de 400.000 dólares, ele deverá devolver 20.000 dólares (cerca de 40.300 reais) ao Departamento do Tesouro americano, informou jornal The New York Times, citando um funcionário da Casa Branca, que não foi identificado.

O desconto tem caráter retroativo a 1º de março, quando os cortes entraram em vigor, e será aplicado até o final do ano fiscal, em setembro. O “sequestro orçamentário” prevê cortes automáticos de gastos no montante de 85 bilhões de dólares de custos ao governo.

Para evitar a interrupção de serviços públicos, centenas de milhares de funcionários dos setores atingidos pelos cortes automáticos deverão ter folgas forçadas e não remuneradas durante vários dias por mês, dependendo do serviço que prestarem. A Casa Branca também reduziu compras de equipamentos e suprimentos e diminuiu o número de integrantes das delegações em viagens.

Com o anúncio, Obama se junta ao secretário de Defesa, Chuck Hagel, que anunciou na terça-feira que devolveria parte de seu salário anual ao governo, em razão dos cortes no Pentágono.

(Com agência Reuters)