Clique e assine a partir de 8,90/mês

Obama parabeniza Colômbia por morte de líder das Farc

Víctor Julio Suárez, o 'Mono Jojoy' era o segundo principal membro da guerrilha

Por Da Redação - 24 set 2010, 08h32

“O presidente Obama tem muito interesse em abordar este último acontecimento fundamental”, informou a Casa Branca

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aproveitará o encontro com o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, para parabenizá-lo pela “conquista extraordinária” que representa a morte de um dos chefes militares das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Víctor Julio Suárez, conhecido como “Mono Jojoy”.

“O presidente Obama tem muito interesse em abordar este último acontecimento fundamental e outros importantes assuntos bilaterais, regionais e globais quando se reunir com o presidente Santos”, afirmou o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Mike Hammer. Os chefes de estado se reúnem nesta sexta-feira em Nova York com o objetivo de aprofundar a já estreita relação diplomática entre os dois países.

Estados Unidos e Colômbia ofereciam recompensas milionárias pela captura de “Mono Jojoy”, que morreu na quinta-feira, após um confronto contra todas as forças de segurança. O exército, a força aérea e a polícia se articularam na Operação Sodoma, que atacou o principal acampamento colombiano das Farc, na serra de La Macarena, ao sul do estado de Meta. Outros guerrilheiros, que formavam uma espécie de cordão de segurança também foram mortos.

O comandante – Em mais de 45 anos de atuação, este foi o maior impacto já sofrido pelas Farc. “Mono Jojoy” tinha 57 anos e era o segundo homem mais importante do grupo terrorista, ao qual se integrou em 1975, tornando-se um de seus principais comandantes. O corpo do terrorista chegou à capital Bogotá na noite de quinta-feira e foi levado ao Instituto Médico Legal, onde serão feitos testes para confirmar sua identidade.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade