Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obama lamenta morte do papa copta Shenuda III

Washington, 17 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, lamentou neste sábado a morte do patriarca da Igreja Cristã Copta Egípcia, papa Shenuda III, a quem descreveu como um ‘promotor da tolerância e do diálogo religioso’.

‘Lembraremos do papa Shenuda III como um homem de profunda fé, um líder de uma grande fé, e um promotor da unidade e da reconciliação’, disse Obama em comunicado emitido pela Casa Branca.

‘Seu compromisso com a união nacional do Egito é também testemunho do que se pode conseguir quando as pessoas de todos os credos e religiões trabalham juntas’, acrescentou Obama, após expressar seu apoio aos cristãos coptas e aos egípcios que honram a contribuição do líder religioso para a paz e a cooperação.

O papa Shenuda III, que guiou a minoria cristã no Egito durante 40 anos, no meio de crescentes tensões com os muçulmanos, morreu em sua residência no Cairo aos 88 anos de idade, após sofrer vários problemas de saúde.

Também a secretária de Estado, Hillary Clinton, expressou suas ‘mais profundas condolências’ em comunicado, no qual elogiou o trabalho do patriarca para a cooperação religiosa e a união nacional.

O religioso foi nomeado em 1971 papa de Alexandria e Patriarca da Igreja Copta Ortodoxa de São Marcos, como é conhecida oficialmente a máxima autoridade dos cristãos egípcios. EFE