Clique e assine a partir de 8,90/mês

Obama inspira irmão a disputar eleições no Quênia

Após morar nos EUA, Malik voltou à terra natal para tentar eleições de março

Por Da Redação - 19 jan 2013, 16h45

As vitórias eleitorais consecutivas do presidente americano, Barack Obama, inspiraram seu meio-irmão Malik a lançar uma carreira política própria, de olho nas eleições no Quênia, em março. Malik, de 54 anos, está disputando o cargo de governador do condado rural de Siaya como candidato independente. “Se o meu irmão está fazendo grandes coisas para o povo dos Estados Unidos, por que eu não posso fazer grandes coisas para os quenianos?”, disse Malik Obama.

No entanto, as probabilidades vão contra os candidatos independentes em um país onde laços tribais imperam. Essa é a primeira vez que independentes disputam uma eleição, após uma mudança constitucional em 2010.

Leia também:

Leia também: Cidade do pai de Barack Obama simula votação americana

Para Malik Obama, a inspiração veio de família. “Ele é uma inspiração para mim e eu sinto que ele é a personificação do sonho de meu pai”, disse, sobre o presidente americano. “Tudo o que ele me disse foi ‘irmão, não é coisa fácil assumir um cargo público. Tenha casca grossa porque as pessoas vão atacar você. A imprensa vai dizer isso e aquilo. Alguns vão amar você, mas outros não'”.

Malik Obama diz que sua candidatura é motivada pelo ‘desejo de promover o desenvolvimento econômico e responder ao chamado do dever’. Malik, que diz ser polígamo e ter 10 filhos, tem uma equipe de campanha que inclui alguns parentes e voluntários. Ele não tem certeza se o nome que leva para a disputa lhe dará vantagem.

Competição – Para conquistar o governo, o irmão do presidente dos EUA enfrentará uma dura luta com adversários como Oburu Odinga, irmão do primeiro-ministro Raila Odinga, e um novo e popular candidato no cenário político, William Oduol. Oburu Odinga está há muito tempo no Parlamento na região, enquanto Oduol, de 35 anos, é o favorito entre os jovens.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade