Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obama inicia giro pela Europa, onde deverá tratar crise na Ucrânia

Presidente vai a Varsóvia participar das comemorações de 25 anos de democracia na Polônia. Lá, ele se encontrará com o presidente eleito ucraniano

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, inicia nesta terça-feira uma viagem pela Europa na Polônia, onde ficará por dois dias e se encontrará com líderes da região, além de participar das comemorações do 25º aniversário das primeiras eleições democráticas do país após o período comunista. Segundo a assessoria da Casa Branca, a crise na Ucrânia será o tema principal da agenda de Obama em Varsóvia. Na capital polonesa, Obama se encontrará pela primeira vez com presidente eleito ucraniano Petro Poroshenko.

Como estava previsto, Obama chegou a Varsóvia durante a manhã, por volta das 9h50 locais (4h50 de Brasília), no aeroporto militar de Okecie. O presidente dos EUA aproveitou sua presença nas instalações militares para manter um breve encontro com pilotos americanos que fazem parte do contingente de 150 soldados que os Estados Unidos enviaram à Polônia há algumas semanas, coincidindo com a crise ucraniana.

Leia também

Obama diz que Hillary seria presidente ‘muito eficiente’

Escândalo derruba secretário e é mais uma dor de cabeça para Obama

Rússia pede à ONU a criação de um corredor humanitário na Ucrânia

Obama chegará acompanhado do secretário de Estado John Kerry, que faz sua segunda viagem oficial à Polônia, depois de visitar o país em 2011. Em Varsóvia, o presidente americano se reunirá hoje com o presidente Bronislaw Komorowski e o primeiro-ministro da Donald Tusk. Na agenda, além da crise na Ucrânia, os líderes também conversarão sobre o desenvolvimento da cooperação militar entre EUA e Polônia.

Obama também irá encontrar com os presidentes de alguns países da Europa Central e Oriental, presentes na cidade para assistir à festa do Prêmio à Solidariedade, concedido em sua primeira edição ao ex-dissidente soviético e líder do Movimento Nacional Tártaro da Crimeia, Mustafah Djemilev.

Após sua passagem por Varsóvia, o presidente americano irá até Bruxelas, na Bélgica, para uma reunião de líderes do G7, e seu último destino será a Normandia, onde participará da comemoração do 70º aniversário do ‘Dia D’, data que marca o desembarque aliado durante a II Guerra Mundial no dia 6 de junho. Na ocasião, será a primeira vez que Obama e o presidente russo Vladimir Putin irão se encontrar desde o início da crise na Ucrânia, no final do ano passado.

(Com agências EFE)