Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obama e McCain têm maratona de viagens

O último dia da campanha presidencial americana é marcado por uma maratona de comícios em que os candidatos Barack Obama e John McCain aproveitam para convocar seus eleitores a conseguir o voto dos indecisos e também para fazer mais críticas ao adversário. De acordo com um levantamento do Centro de Estudos Eleitorais da Universidade Americana, divulgado no domingo, 153,1 milhões de americanos já se registraram para participar do pleito de amanhã, o que representa 73,5% da população apta a votar.

Os dois candidatos programaram diversas viagens para esta segunda. Ambos optaram por encerrar a campanha nos estados em que são senadores � McCain no Arizona e Obama em Illinois. Antes disso, porém, o republicano passou por seis estados, como a Flórida. O democrata também viajou bastante nesta segunda, tendo passado pela Carolina do Norte, Virgínia e também pela Flórida, um dos estados decisivos para a disputa.

Apesar das várias viagens em um único dia, os candidatos mantiveram o vigor no palanque e discursaram para milhares de simpatizantes. “Após décadas de políticas fracassadas em Washington, oito anos de políticas malsucedidas de George Bush e 21 meses de uma campanha que nos levou da costa rochosa do Maine ao sol da Califórnia, estamos a apenas um dia de mudar os EUA”, afirmou Obama em seu discurso na Flórida.

Já McCain preferiu pedir a seus eleitores que “não percam a esperança”. Em todos os discursos, o candidato reforça a esperança de uma virada no dia da votação. “Os especialistas já nos consideraram uma carta fora do baralho antes e meu adversário está medindo as cortinas da Casa Branca”, afirmou McCain em um comício na Flórida. “Os especialistas podem não saber disso e os democratas podem não saber disso, mas o ‘Mac’ está de volta. Vamos vencer esta eleição.”

Em comum, os candidatos fizeram a seus eleitores o pedido para que, voluntariamente, saiam às ruas em busca de votos. “Se nessas horas finais vocês baterem em algumas portas comigo, fizerem algumas ligações comigo e votarem em mim eu prometo que não só venceremos na Flórida, mas que venceremos estas eleições”, garantiu Obama.

“Voluntariamente, batam em algumas portas, peçam a seus vizinhos que participem das eleições. Eu preciso do seu voto. Nós precisamos trazer uma mudança de verdade para Washington e temos de lutar por isso”, pediu McCain.

Pesquisa � Às vésperas da eleição, Obama lidera com sete pontos de vantagem sobre McCain, segundo uma pesquisa Reuters/C-SPAN/Zogby divulgada nesta segunda. O levantamento, cuja margem de erro é de 2,9%, apontou uma folga de um ponto porcentual a mais do que a observada no domingo. Entre a quinta-feira e o último sábado, foram entrevistados 1.205 eleitores que provavelmente votarão nessas eleições.