Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obama confirma que os EUA realizaram o resgate de reféns na Somália

O presidente Barack Obama confirmou nesta quarta-feira que as forças especiais dos Estados Unidos realizaram uma audaciosa incursão na Somália para resgatar duas pessoas sequestradas, entre elas uma assistente social americana, retida por piratas desde outubro.

“Os Estados Unidos não tolerarão o sequestro de nossa gente, e não poupará esforços para salvaguardar a segurança de nossos cidadãos e levar seus captores ante a justiça”, assinalou Obama em um comunicado divulgado pela Casa Branca.

“Esta é outra mensagem ao mundo, de que os Estados Unidos responderão com força contra qualquer ameaça contra nossa gente”, declarou ainda.

Obama disse que na segunda-feira autorizou pessoalmente que fosse realizada essa missão para resgatar Jessica Buchanan, que foi sequestrada junto ao dinamarquês Poul Thisted.

O secretário de Defesa americano, Leon Panetta, afirmou em um comunicado que Buchanan e Thisted foram levados para um lugar seguro e que nenhum soldado morreu ou ficou ferido na operação.

Mais cedo, autoridades da segurança somali, anunciaram que dois colaboradores de organizações humanitárias, sequestrados há três meses por piratas somalis, foram libertados em uma operação militar das forças especiais,sem informar nacionalidade das forças de especiais envolvidas na operação.

Os reféns libertados são trabalhadores da DDG (Danish Demining Group), segundo Mohamed Nur, oficial dos serviços de segurança locais.

A Somália está em estado de guerra civil há 20 anos, o que deu lugar ao surgimento de milícias, grupos islmaitas e grupos de piratas que controlam distantas zonas do território.