Clique e assine a partir de 9,90/mês

O regime não controla mais “50% do território” (Exército Sírio Livre)

Por Da Redação - 31 jan 2012, 15h16

O regime de Bashar al-Assad não controla mais “50% do território” da Síria, afirmou nesta terça-feira, à AFP, o chefe do Exército Sírio Livre (ESL), coronel Riad Al-Assaad, ressaltando, no entanto, que suas forças não dominam necessariamente todas essas regiões.

Cerca de “50% do território sírio não está mais sob o controle do governo”, declarou o coronel, que tem sua base na Turquia.

“O moral dos defensores de Assad está no nível mais baixo, eles começam a ficar nervosos, na medida em que perdem terreno. É por isso que atacam civis sem distinção – homens, mulheres e crianças, e bombardeiam as casas de forma aleatória”, prosseguiu.

O coronel Assaad declarou que o ESL já possui 40.000 soldados dissidentes em suas fileiras, realizando uma guerra de “guerrilha” contra as forças do presidente sírio Bashar al-Assad.

Continua após a publicidade

“As operações realizadas pelo ESL são caracterizadas por ataques rápidos contra as posições pró-Assad, seguidas de retiradas táticas para locais mais seguros”, precisou.

O comandante da ESL indicou que suas forças não estavam em condições de tomar o controle total das regiões sírias, uma vez que seus efetivos e armas eram muito inferiores aos do Exército regular.

Segundo ele, a campanha de repressão “foi intensificada há uma semana em três regiões da Síria – nas províncias de Damasco e de Homs (centro) e Idleb (noroeste), com ataques brutais”.

“O povo resistirá, o ESL resistirá, mantendo a revolução. O regime deve cair muito em breve”, afirmou o coronel dissidente.

Publicidade