Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

O choque de civilizações entre EUA e Rússia

VEJA desta semana analisa o que mudou e o que continuou na mesma após o ataque americano a uma base do ditador sírio Bashar Assad

Por Duda Teixeira 15 abr 2017, 08h00

A chuva de 59 mísseis americanos Tomahawk em uma base do ditador Bashar Assad foi planejada para ser uma ação contida. Sem que exista uma escalada maior da guerra na Síria, seu efeito também será limitado.

VEJA desta semana analisa o que mudou e o que continuou na mesma após o ataque e comenta as diferenças entre a diplomacia americana e a russa.

Também traz informações de especialistas em ataques químicos sobre a autoria da tragédia que se abateu na província de Idlib no dia 4 de abril. A reportagem conversou com cinco deles e todos compartilham a mesma opinião.

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Continua após a publicidade

Publicidade