Clique e assine com até 92% de desconto

‘NYT’ afirma que CIA ajuda rebeldes sírios a adquirir armas

Jornal cita dados de tráfego aéreo, além de entrevistas com oficiais e rebeldes

Por Da Redação 25 mar 2013, 09h49

Alguns países árabes e a Turquia, apoiados pela CIA (inteligência americana), aumentaram de forma considerável a ajuda militar aos rebeldes sírios nos últimos meses, afirmou o jornal The New York Times nesta segunda-feira, citando dados de tráfego aéreo, além de entrevistas com funcionários anônimos e comandantes rebeldes.

Leia também:

Leia também: Bashar Assad promete ‘limpar’ a Síria de extremistas

Segundo o NYT, a ponte aérea entre os países aumentou, e inclui mais de 160 voos de carga com aeronaves de tipo militar da Jordânia, Arábia Saudita e Catar, que pousam no aeroporto de Esenboga, perto de Ancara, e em outros terminais aéreos turcos e jordanianos. Agentes da CIA ajudariam os governos árabes a adquirir as armas, incluindo uma grande compra na Croácia, além de investigar comandantes e grupos rebeldes para determinar quem deve receber os armamentos.

Saiba mais:

Saiba mais: Ditador e rebeldes pedem ajuda sobre uso de armas químicas

A Turquia também supervisiona boa parte do programa, monitorando os caminhões que transportam a carga por seu território. “Uma estimativa conservadora da carga destes aviões seria de 3.500 toneladas de equipamento militar”, declarou ao NYT Hugh Griffiths, do Instituto Internacional de Estudos para a Paz de Estocolmo (Sipri). “A intensidade e a frequência destes voos sugerem uma operação logística militar clandestina bem planejada e coordenada”, completou.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade