Clique e assine a partir de 9,90/mês

Número de refugiados sírios em agosto passa de 100 mil

É o maior êxodo mensal desde o início dos protestos contra Bashar Assad

Por Da Redação - 4 set 2012, 07h03

Mais de 100.000 pessoas abandonaram a Síria para refugiar-se nos países vizinhos no mês agosto, o maior êxodo mensal desde o início dos protestos contra o ditador Bashar Assad em março de 2011. O número recorde de refugiados em um único mês foi anunciado nesta terça-feira pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Leia mais:

Continua após a publicidade

Proposta brasileira tenta destravar impasse no Conselho de Segurança

Entenda o caso

Continua após a publicidade
  1. • Na onda da Primavera Árabe, que teve início na Tunísia, sírios saíram às ruas em 15 de março de 2011 para protestar contra o regime de Bashar Assad.
  2. • Desde então, os rebeldes sofrem violenta repressão pelas forças de segurança, que já mataram milhares de pessoas no país.
  3. • A ONU alerta que a situação humanitária é crítica e investiga denúncias de crimes contra a humanidade por parte do regime.

Leia mais no Tema ‘Guerra Civil na Síria’

O êxodo continua em setembro, com mais de mil sírios por dia que cruzam a fronteira sul do país para buscar refúgio na Jordânia, enquanto na fronteira norte mais de oito mil pessoas estão esperando que as autoridades turcas lhes deixem entrar no país.

Segundo as últimas estatísticas do o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), na Jordânia há 77.165 sírios que fugiram da guerra civil e 30.044 à espera de fazê-lo; no Líbano há 59.111 registrados e 15.251 à espera; no Iraque 18.682 registrados e 1.841 à espera; e na Turquia 80.410 registrados pelo governo. Atualmente, já existem mais de 200.000 sírios refugiados na região.

Leia mais:

Continua após a publicidade

Turquia pressiona ONU a abrigar refugiados dentro da Síria

(Com agência EFE)

Publicidade