Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Número de mortos sobe para 23 em incêndio na Califórnia

Queimada se tornou uma das mais fatais nos Estados Unidos e número de vítimas pode aumentar

Foram encontradas mais 14 vítimas dentro e nos arredores de uma cidade do norte da Califórnia tomada por chamas de um enorme incêndio florestal, disseram autoridades no dia 10, sábado, elevando o número de mortos para pelo menos 23.

Os corpos foram recuperados dentro e ao redor de Paradise, uma comunidade montanhosa localizada cerca de 145 quilômetros ao norte de Sacramento, que ficou devastada, informou o porta-voz do Departamento de Florestas e Proteção contra Incêndios da Califórnia, Scott Maclean.

Maclean disse que nenhum detalhe estava imediatamente disponível sobre as circunstâncias das mortes e que a condição de queimadura das vítimas dificultaria a identificação.

Mais de 6 700 residências e empresas foram incendiadas em Paradise, mais estruturas do que qualquer outro incêndio na Califórnia registrado, e o número de mortos, que ainda pode aumentar, também o torna um dos mais fatais.

Além de Paradise, Malibu e outras cidades próximas de Los Angeles também foram atingidas.

Apenas o incêndio de Griffith Park, em 1933, e o de Tunnel, em 1991, reivindicaram mais vidas.

Muitos dos corpos descobertos nesta semana foram encontrados dentro ou perto de carros queimados, segundo a polícia. As chamas desceram a Paradise tão rápido que muitas pessoas foram forçadas a abandonar seus veículos e correr pela única estrada que atravessa a cidade montanhosa.

Outras 35 pessoas foram dadas como desaparecidas e três bombeiros ficaram feridos. Não ficou claro se algum dos desaparecidos estava entre os mortos encontrados.

Até a tarde de sábado, o incêndio havia tomado mais de 40 500 hectares na fronteira da Floresta Nacional de Plumas. As equipes haviam cortado as linhas de contenção em cerca de 20 por cento do incêndio. Mais de 250 000 pessoas tiveram que deixar suas casas.

(com Reuters)