Clique e assine a partir de 9,90/mês

Número de mortos em terremoto nas Filipinas sobe para 171

Conselho que lida com desastre afirma que 375 pessoas ficaram feridas no tremor de 7,2 graus

Por Da Redação - 18 out 2013, 10h55

O Conselho Nacional de Gestão e Redução de Desastres das Filipinas elevou nesta sexta-feira para 171 o número de mortos no terremoto que atingiu o centro do país na terça-feira (noite de segunda no Brasil). Em seu último relatório, o órgão também informou que 375 pessoas ficaram feridas. Outras 20 continuam desaparecidas. A Ilha de Bohol, local do epicentro do tremor, registrou o maior número de mortes: 159.

Leia também:

Passagem de tufão provoca morte de 17 pessoas no Japão

Mais de 3,4 milhões de pessoas em três províncias foram afetadas pelo terremoto de 7,2 graus de magnitude, o mais forte das Filipinas nos últimos vinte anos. Mais de 162 000 pessoas deixaram suas casas.

O terremoto causou danos na infraestrutura da região, sobretudo em Bohol, na cidade de Cebu e em Siquijor, as três localidades mais afetadas. Além disso, dezessete igrejas históricas ficaram danificadas, entre elas a Basílica Menor do Santo Menino, em Cebu, considerada como o monumento mais antigo da Igreja Católica do país e que data do século XVI.

Magnitude – O instituto Instituto de Vulcanologia e Sismologia das Filipinas (Phivolcs), localizou o epicentro a 33 quilômetros de profundidade na cidade de Carmen, a 629 quilômetros de Manila. O diretor do instituto, Renato Solidum, disse à imprensa que a energia liberada pelo terremoto foi similar à explosão de 32 bombas atômicas de Hiroshima.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos, que registra a atividade sísmica no mundo todo, localizou o epicentro a 56 quilômetros de profundidade na cidade de Carmen, a 629 quilômetros ao sudeste da capital Manila. O Phivolcs detectou a mesma intensidade, mas localizou o epicentro a 33 quilômetros de profundidade e alertou que o tremor provavelmente causou danos.

As Filipinas estão localizadas sobre o chamado Círculo de Fogo do Pacífico, uma área de grande atividade sísmica e vulcânica em que ocorrem cerca de 7 000 terremotos por ano, a maioria moderados. Terremotos de magnitude superior a 5 graus ocorrem de maneira esporádica no sul de Mindanao, Batanes e na região oriental de Bicol.

Continua após a publicidade
Publicidade