Número de mortos em explosão no México chega a 33

Mais de 100 pessoas ficaram feridas. Equipes ainda buscam sobreviventes

Por Da Redação - 1 fev 2013, 12h57

O número de mortos na explosão que atingiu a sede da gigante petrolífera Pemex, na Cidade do México, chegou a 33. Destes, 20 são mulheres e 12 são homens, segundo o diretor-geral da estatal, Emilio Lozoya Austin.

Ele disse ainda que 121 feridos foram atendidos pelas equipes médicas e 52 pessoas permanecem hospitalizadas.

As equipes de resgate continuam a procurar por possíveis sobreviventes sob os escombros. Cerca de 500 profissionais trabalham nas buscas, ajudados por cães farejadores.

A causa da explosão ainda está sendo investigada. “Todas as linhas de investigação estão abertas, não vamos descartar nenhuma, mas parece, o que se pode observar é que isso é parte do que os especialistas classificam como acidente”, disse o chefe da estatal, reforçando, em seguida, que acidente ainda não é uma resposta definitiva. “Mas não será descartada nenhuma linha de investigação”.

Publicidade

Segundo ele, a explosão teve “uma complexidade importante” e peritos nacionais e estrangeiros buscam a causa principal para a explosão. Austin afirmou ainda que nenhuma informação importante para a empresa foi perdida, que o abastecimento de gasolina está garantido e que a Pemex cumprirá com suas obrigações financeiras.

Austin explicou que a explosão atingiu quatro pisos da torre de 54 andares, uma área que corresponde a 1.300 metros quadrados e onde trabalham entre 200 e 250 pessoas. O prédio fica em uma movimentada área comercial perto do centro da capital.

Publicidade