Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Número de casos de variante do coronavírus dispara na China

Registro de pessoas contaminadas saltou de 45 para 181; surto já provocou três mortes

Por Redação 20 jan 2020, 11h04

O governo da China atualizou nesta segunda-feira, 20, os números do surto de pneumonia causada por uma variante do coronavírus. Os casos identificados na cidade de Wuhan, epicentro da epidemia, saltaram de 45 para 181. Três mortes foram registradas, a última delas no domingo, e nove pessoas estão internadas em estado grave.

Novos casos surgiram em outras duas cidades, Pequim e Shenzhen. Coréia do Sul, Japão e Tailândia também já confirmaram casos em seus territórios.

Autoridades chinesas acreditam que o vírus começou a se espalhar em um mercado de peixes de Wuhan. Um estudo da instituição Análise Global de Doenças Infectuosas, sediada em Londres, estima que o número de pessoas contaminadas pode chegar a 1.700.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que ainda não há evidências suficientes para avaliar a extensão da transmissão por contato humano. Segundo as autoridades em Wuhan, algumas das pessoas contaminadas não estiveram no mercado de peixes.

As autoridades chinesas correm contra o relógio para conter a transmissão do vírus antes do feriado do Ano Novo Lunar, que será comemorado no sábado, quando milhões de chineses viajam para o exterior.

Os Estados Unidos anunciaram que estão aumentando a fiscalização em seus aeroportos. É esperado que cerca de 5.000 pessoas cheguem ao território americano de Wuhan no feriado.

O temor é que o novo vírus repita a epidemia de 2002, quando a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) matou cerca de 800 pessoas e infectou outras 8.000 em diversos países da Ásia.

Continua após a publicidade
Publicidade