Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Novo sismo interrompe buscas por vítimas de terremoto nas Filipinas

Pelo menos 16 morreram por conta do primeiro grande tremor registrado no país nos últimos três dias

Um novo terremoto, dessa vez de 4,7 graus de magnitude, atingiu, nesta quarta-feira 24, várias províncias do norte das Filipinas, na ilha de Luzón, no terceiro grande tremor registrado no país em três dias depois dos sismos de 6,1 e 6,4 graus.

O centro do terremoto se situou em Castillejos, na província de Zambales, perto do epicentro do primeiro terremoto de 6,1 que fez tremer várias partes de Luzón na segunda-feira e que causou pelo menos 16 mortes.

Este novo tremor provocou a interrupção das operações de busca e resgate de sobreviventes no desabamento de um supermercado na cidade de Porac, na província de Pampanga, causado pelo terremoto anterior.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos situou a magnitude do último tremor em 4,7, enquanto o Instituto de Vulcanologia e Sismologia das Filipinas (Philvocs) a calculou em 4,5.

Segundo o Philvocs, o hipocentro do terremoto teve 11 quilômetros de profundidade e nas próximas horas é provável que aconteçam réplicas. Desde o terremoto de segunda-feira, o organismo registrou mais de 600 réplicas.

Outro forte tremor de 6,4 sacudiu ontem a ilha de Samar, no centro das Filipinas, mas, por enquanto, não há registro de vítimas.

As Filipinas se assentam sobre o chamado Círculo de Fogo do Pacífico, uma área de grande atividade sísmica e vulcânica que é sacudida por 7.000 tremores ao ano, a maioria deles moderados.