Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Novo ministro de Defesa da Síria promete manter luta contra terroristas

Damasco, 18 jul (EFE).- O novo ministro de Defesa da Síria, general Fahad Jassim al Freij, afirmou que o atentado que matou nesta quarta-feira seu antecessor, o cunhado e um assistente do presidente do país, Bashar al Assad, não fará o exército desistir de manter sua luta contra os terroristas.

‘Essa ação covarde e criminosa não nos afastará da luta contra as organizações criminosas terroristas’, disse o ministro e vice-comandante-em-chefe das Forças Armadas à rede de TV estatal.

Os insurgentes sírios deram hoje um golpe brutal ao regime de Damasco com o assassinato do ministro da Defesa, Dawoud Rajiha, e o vice-titular da pasta, Assef Shawkat, que é cunhado de Assad, além do general Hassan Turkmani, assistente do presidente sírio.

Os três, assim como outros ministros e autoridades de segurança participavam de uma reunião em um edifício governamental em Damasco.

‘As Forças Armadas não vão retroceder em sua sagrada missão de perseguir essas organizações terroristas criminosas e amputar suas mãos’, ressaltou. O ministro também disse que as vítimas do atentado são consideradas ‘mártires’.

Nascido na província de Hama, Freij ocupava o cargo de chefe do Estado-Maior desde agosto de 2011, substituindo Rajiha quando este foi nomeado como ministro da Defesa. EFE