Clique e assine a partir de 8,90/mês

Novo jornal de Murdoch, The Sun on Sunday, começa a circular no domingo

Periódico chega para cobrir o vazio deixado pelo tabloide News of the World, centro de um escândalo de escutas ilegais

Por Da Redação - 25 fev 2012, 07h46

A primeira edição do jornal The Sun on Sunday, novo dominical do conglomerado do magnata Rupert Murdoch, chegará às bancas da Grã-Bretanha neste domingo para cobrir o vazio deixado pelo tabloide News of the World, extinto em julho passado após o escândalo de escutas que o atingiu.

Murdoch, proprietário do grupo News Corporation, anunciou em 17 de fevereiro em Londres o lançamento de um novo dominical, que sairá à venda com tiragem de 3 milhões de exemplares e um preço de 0,50 libra (1,35 real). O magnata indicou nesta sexta-feira em sua conta no site de microblog Twitter que ficaria contente se o novo jornal conseguisse superar 2 milhões de exemplares em vendas.

No ano passado, o magnata se viu forçado a fechar o News of the World após 168 anos de história, devido ao escândalo de grampos ilegais a celulares de celebridades, realizados por alguns de seus jornalistas para obter ‘furos’ de reportagem.

Desde que se anunciou a criação de um novo dominical do grupo de Murdoch, especulou-se sobre a linha editorial que o The Sun on Sunday adotaria. Muitos comentaristas midiáticos do país previram que o jornal será mais voltado à ‘família’ e menos ‘obsceno’ que seu antecessor. Segundo Murdoch, seu novo tabloide já esgotou todo o espaço destinado a publicidade.

Atualmente há abertas duas investigações sobre o caso das escutas: a operação Weeting, que investiga os grampos telefônicos ilegais praticados por jornalistas, e a operação Elveden, que funciona em paralelo, sobre os supostos subornos a autoridades em troca de informações.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade