Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Nova nota de 10 dólares vai estampar uma mulher

A figura feminina homenageada ainda não foi escolhida, mas deve ser revelada até o final do ano. As novas cédulas só começarão a circular em 2020

Por Da Redação 18 jun 2015, 15h24

Pela primeira vez em mais de um século uma nota de dólar americano irá estampar o rosto de uma mulher. O secretário do Tesouro, Jack Lew, anunciou nesta quinta-feira que uma nova nota de 10 dólares será redesenhada com a imagem de “uma mulher que contribuiu e representa os valores da democracia americana”. A nova cédula será lançada em 2020 e a escolha da personagem feminina deve ser revelada no final desse ano.

O lançamento da nota foi programado para coincidir com o 100º aniversário da 19º Emenda da Constituição americana, que deu às mulheres americanas o direito de votar. O Departamento do Tesouro coletará ideias do público em encontros administrativos e através da hashtag #TheNew10 (o novo 10) nas redes sociais para decidir quem deveria ser retratada na nota.

Leia também:

Enquete elege ex-escrava para ilustrar notas de 20 dólares

Atirador mata 9 em igreja de comunidade negra nos EUA

Continua após a publicidade

Aprendiz na política, Donald Trump anuncia pré-candidatura à Presidência

A mulher escolhida, no entanto, não estará estampada em todas as notas de 10 dólares que circularão pelos Estados Unidos. As cédulas continuarão a ser ilustradas com uma nova imagem do atual homenageado Alexander Hamilton, primeiro secretário do Tesouro americano. “Nossas notas e as imagens de grandes líderes americanos e marcos históricos que eles retratam são há tempos uma maneira para honrarmos nosso passado e discutirmos nosso valores”, disse Lew a repórteres em uma teleconferência. “Esta decisão de colocar uma mulher em uma nota de 10 dólares reflete nossas aspirações para o futuro”.

A campanha para a representação feminina nas notas americanas foi comandada pela organização ‘Women on 20s’ (W20), que realizou uma votação on-line para eleger a mulher que gostariam de ver estampada na cédula de 20 dólares. A ganhadora da pesquisa e candidata da organização é Harriet Tubman, escrava que lutou pela causa abolicionista durante toda sua vida. “As mulheres da campanha da nota de 20 dólares refletem a melhor tradição da democracia americana, em que as pessoas que se importam com algo se unem e expressam sua visão”, afirmou Lew.

As últimas mulheres representadas em notas americanas foram Martha Washington (mulher do ex-presidente George Washington), que apareceu em um certificado de prata de 1 dólar de 1891 a 1896, e a índia Pocahontas, que apareceu em uma fotografia de um grupo na nota de 20 dólares de 1865 a 1869.

Verso da nota de 20 dólares de 1865 mostra o batismo da índia Pocahontas
Verso da nota de 20 dólares de 1865 mostra o batismo da índia Pocahontas VEJA

(Da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)