Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Notícia sobre escolha de secretário anima a Bolsa

Por Da Redação
21 nov 2008, 18h47

Com agência Reuters

O presidente eleito nos Estados Unidos, Barack Obama, escolheu Timothy Geithner para o cargo mais visado da transição na Casa Branca: secretário do Tesouro, o posto mais importante do governo no combate à crise financeira internacional. A informação foi divulgada pela rede de TV NBC, mas ainda não teve confirmação oficial. Geithner, o respeitado chefe do Federal Reserve estadual de Nova York, ocupará uma posição fundamental num momento em que a economia do país ruma para uma recessão.

Geithner, de 47 anos, era visto como um dos dois principais candidatos para o posto, junto com o ex-secretário do Tesouro Lawrence Summers. Se confirmado no cargo, Geithner estará no comando dos esforços para tirar o país da crise. A NBC News também informou que o governador do Novo México, Bill Richardson, foi indicado para secretário de Comércio. Ele já havia sido embaixador dos EUA na ONU. A escolha daria à administração de Obama o primeiro membro hispânico no alto escalão.

As bolsas de valores americanas dispararam com a notícia de que Obama indicará Geithner para o cargo. Na reta final de uma sexta-feira volátil, os investidores receberam com otimismo a informação divulgada pela NBC. As ações subiram após forte queda recente, que levou o S&P 500 à mínima em onze anos, e passaram a maior parte do dia caminhando entre os território positivo e negativo. Elas firmaram-se em forte alta instantes depois do anúncio feito pelo canal americano sobre o nome de Geithner.

De acordo com dados preliminares, o índice Dow Jones saltou 6,54%, a 8.046 pontos. O Standard & Poor’s 500 subiu 6,32%, a 800 pontos. O Nasdaq avançou 5,18%, a 1.384 pontos. Também no fim da tarde desta sexta-feira, o jornal The New York Times anunciou que a senadora Hillary Clinton deverá ser a nova secretária de Estado dos EUA. Convidada por Obama, ela já teria confirmado sua intenção de assumir o cargo. Assim como no caso de Geithner, porém, não há confirmação oficial da notícia.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.