Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Noite de alerta depois de terremoto e tsunami no Japão

Brasileiros relatam momentos de apreensão após grande tremor

Por Nathalia Goulart 11 mar 2011, 17h39

A primeira noite depois do terremoto que abalou o Japão, nesta sexta-feira, não oferece repouso a muitos moradores do país. Segundo relatos de brasileiros que moram nos arredores de Tóquio, depois do primeiro tremor, por volta das 14h45, no horário local, seguiram-se pequenos e contínuos abalos.

“Sentimos que, a qualquer momento, tudo pode voltar a tremer, em qualquer ponto do país. Dormir ainda é uma tarefa difícil. Estão todos em estado de alerta”, diz a jornalista Karina de Almeida. “Estamos sem transporte e o sinal do celular ainda é fraco. Por ora, ainda temos energia elétrica.”

Ela vive na cidade de Kanagawa, a 50 minutos de trem da capital. No momento do tremor principal, trabalhava. “Desci correndo as escadas e esperei na rua as coisas se acalmarem”, diz.

O DJ Bruno Okada, que há 15 anos vive no país, também está assustado com a situação e apreensivo acerca dos acontecimentos das próximas horas. “Eu estava dormindo e quase fui jogado para fora da cama”, conta. “Essa é a primeira vez em que realmente fiquei assustado. E, a cada dez minutos, o chão treme.”

Leia também:

‘Comecei a reconsiderar minha permanência no Japão’

‘A terra estava roncando’, conta brasileiro em Tóquio

Continua após a publicidade
Publicidade