Clique e assine com 88% de desconto

No Irã, comemorar o Dia dos Namorados é crime

Por Da Redação - 12 fev 2016, 18h42

O governo do Irã festejou este mês o fim das sanções econômicas impostas por Estados Unidos e União Europeia, mas ainda quer distância de certos hábitos da cultura ocidental. Nesta semana, a campanha é contra o Dia dos Namorados, comemorado no próximo domingo, dia 14, nos EUA e em grande parte da Europa: a partir de agora, celebrar a data é crime.

Leia também:

Neto de aiatolá Khomeini é excluído das eleições no Irã

Presidente do Irã faz primeira viagem à Europa em 16 anos

Publicidade

A polícia iraniana tem alertado varejistas para que “não promovam a cultura ocidental decadente por meio de rituais do Dia dos Namorados”, segundo reportou a agência de notícias Associated Press. Bares e sorveterias de Teerã foram avisados que devem evitar que os clientes troquem presentes naquela data.

A celebração do Valentine’s Day tem se tornado cada vez mais popular no Oriente Médio nos últimos anos. A Arábia Saudita também tenta impedir que os casais comemorem a data, mas o Dia dos Namorados é amplamente celebrado nas redondezas, como é o caso de Dubai.

(Da redação)

Publicidade