Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

“Ninguém reconhecerá Catalunha”, diz chefe de Parlamento Europeu

Antonio Tajani disse que a decisão da Espanha de dissolver o governo catalão e convocar eleições era "a coisa certa a fazer" contra crise

Por Da Redação Atualizado em 30 out 2017, 08h34 - Publicado em 28 out 2017, 17h30

O presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, afirmou neste sábado que a decisão do governo da Espanha de convocar uma nova eleição na Catalunha após a declaração unilateral de independência da região “era a coisa certa a fazer”. Tajani falou a repórteres ao deixar o Vaticano, após um fórum sobre o futuro da Europa.

A autoridade disse que a posição da União Europeia é muito clara: “Ninguém nunca vai reconhecer a Catalunha como um país independente. O plebiscito foi ilegal”, argumentou. “O Estado de Direito deve ser restaurado.”

Tajani afirmou que a nova eleição permitirá que os catalães “decidam que tipo de governo eles querem ter”. Segundo ele, tudo deve acontecer de acordo com a Constituição espanhola.

O presidente do Parlamento Europeu acrescentou que espera que o diálogo possa ajudar a resolver “a situação difícil” atual. “Isso não significa que a União Europeia poderia mediar, porque esse é um assunto interno espanhol”, disse ainda.

(com Associated Press)

Continua após a publicidade

Publicidade