Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Netanyahu: Irã está por trás de ataque a turistas na Bulgária

Ao menos sete morreram em atentado contra um ônibus repleto de israelenses

O premiê israelense Benjamin Netanyahu acusou o Irã de estar por trás do ataque a um ônibus com turistas israelenses que deixou mortos e feridos no aeroporto de Burgas, na Bulgária, informou o site do jornal Haaretz nesta tarde. Segundo o ministro do Interior do país europeu, Tsvetan Tsvetanov, em entrevista à rede de televisão estatal BNT, pelo menos sete pessoas morreram e dezenas ficaram feridas na explosão.

“Nos últimos meses, vimos diversas tentativas do Irã de atacar israelenses na Tailândia, na Índia, no Quênia e em Chipre”, disse Netanyahu, em um comunicado. “Exatamente 18 anos após o ataque a um centro da comunidade judaica na Argentina, o terror iraniano continua a ferir pessoas inocentes.” Segundo o premiê, também desta vez “todos os sinais levam ao Irã”. “Israel vai reagir com força ao terrorismo iraniano” acrescentou.

Segundo informações anteriores da rádio pública BNR e da rede de televisão privada bTV, três ônibus foram atingidos no atentado. Um deles, que levava cerca de 40 pessoas, teria explodido, e os outros dois, pegado fogo. Em entrevista à Rádio do Exército de Israel, uma testemunha da explosão disse que ela foi causada por um suicida na entrada do ônibus. Entre as vítimas estariam uma menina de 11 anos e duas mulheres grávidas.

Apesar dos relatos sobre um possível homem-bomba, o major da segurança de Burgas, Dimitar Nikolov, disse que a polícia encontrou indícios de que os explosivos estavam no porta-malas do veículo. O incidente causou pânico no terminal, e as pessoas que não conseguiram deixar o local foram instruídas a permanecer em uma aérea isolada.