Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Naufrágio em rio russo deixa 7 mortos e 2 desaparecidos

Por DMITRY KOSTYUKOV 31 jul 2011, 12h35

Sete pessoas morreram e duas se encontram desaparecidas no naufrágio de um navio de cruzeiro que afundou no rio Moskova, não muito longe do centro de Moscou, depois que o barco colidiu com uma barcaça na madrugada deste domingo, informou o ministério russo das Situações de Emergência.

Os corpos de sete dos passageiros foram resgatados do rio.

“Segundo nossas informações, havia 16 pessoas a bordo, e ainda não se sabe o que aconteceu com outros dois”, disse o vice-ministro de Situações de Emergência, Alexander Tchuprian, à Itar-Tass.

Mais cedo, um porta-voz do Ministério informou sobre 17 pessoas a bordo do barco.

As operações de resgate continuaram na manhã deste domingo, e o porta-voz não podia dizer quais eram as chances de encontrar mais sobreviventes.

A colisão entre o cruzeiro privado “Hirondelle” e a barca aconteceu às OOH58 deste domingo (17H58 de sábado, horário de Brasília).

Continua após a publicidade

“Havia uma festa a bordo”, contou uma testemunha citada pelo site Vida News. “Nós vimos o barco circulando várias vezes em torno da barcaça antes do acidente”.

Entre os passageiros resgatados há dois turcos, disse um funcionário da equipe de resgate citado pela Itar-Tass.

O acidente pode ser o resultado de uma violação das regras de navegação fluvial, afirmou o vice-diretor da representação local do Ministério russo de Situações de Emergência, Yuri Besedin, citado pela agência de notícias Interfax.

Este acidente ocorre três semanas após o naufrágio do navio de cruzeiro “Bulgária”, no Volga, que deixou 122 mortos no Tartaristan, uma república da Rússia central.

O “Bulgária”, um navio de 56 anos, afundou em poucos minutos em 10 de julho, a 3 km da costa mais próxima do rio Volga, o maior da Europa.

Este foi o pior desastre na navegação fluvial, um meio muito popular de transporte em muitos rios e lagos do país desde o colapso da União Soviética.

Continua após a publicidade
Publicidade