Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

“Não sejam machistas”, diz o papa diante de milhões de fiéis nas Filipinas

Segundo as agências internacionais, ao menos seis milhões de pessoas se reuniram para ouvir Francisco

Por Da Redação 18 jan 2015, 10h27

O papa Francisco disse neste domingo que os homens deveriam ouvir mais as ideias das mulheres e ser menos machistas. O papa argentino fez declarações de improviso durante uma reunião de jovens numa universidade católica na capital das Filipinas, Manila, depois que percebeu que quatro das cinco pessoas que falaram com ele no palco eram homens. Segundo as agências internacionais, ao menos seis milhões de pessoas se reuniram para ouvir o papa.

“Há apenas uma pequena representação feminina aqui, muito pequena”, disse Francisco, fazendo a multidão rir. “As mulheres têm muito a nos dizer na sociedade atual. Às vezes, nós, os homens, somos muito ‘machistas'”, disse.

“(Nós) não damos espaço às mulheres, mas elas são capazes de ver as coisas por um ângulo diferente do nosso, com um olhar diferente. As mulheres são capazes de fazer perguntas que nós, os homens, não conseguimos entender”, disse em meio a mais aplausos.

Ele notou que foi uma menina de apenas 12 anos, e não qualquer um dos quatro homens, que tinha feito a pergunta mais difícil, ao questionar por que Deus permitia que crianças sejam abandonadas. Ele encerrou essa parte de comentários de improviso brincando: “Então, quando o próximo papa vier à Manila, por favor, incluam mais mulheres no seu grupo”.

Francisco disse que, embora a proibição da Igreja Católica Romana em relação à ordenação de mulheres seja definitiva, ele quer promover mais freiras e outras mulheres a cargos mais importantes no Vaticano.

(Com agências Reuters e Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade