Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Nancy Pelosi revida insulto de Trump e imagem viraliza

Pelo Twitter, presidente americano posta foto e chama líder democrata de "nervosa" e "doente"; ela estampa fotografia como troféu na abertura de seu perfil

Por Denise Chrispim Marin - Atualizado em 17 out 2019, 14h20 - Publicado em 17 out 2019, 13h36

Se o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não perde uma chance de espicaçar a líder democrata Nancy Pelosi, o que talvez não esperasse seria um revide à altura. Em uma primeira estocada, Trump publicou no seu perfil no Twitter uma foto de reunião na Casa Branca que mostra Pelosi em pé e dedo em riste para o anfitrião na quarta-feira 16, com o comentário “o colapso desequilibrado da nervosa Nancy”. O revide veio em seguida: a presidente da Câmara dos Deputados estampou a imagem na abertura de sua página na rede social, como um troféu. A imagem viralizou nas redes.

O que a foto não mostra é o tema explosivo da reunião: a remoção dos soldados americanos da Síria, o que abriu caminho para o Exército da Turquia invadir o país e atacar especialmente as milícias curdas. Mais de 80 civis morreram. Na quarta-feira, antes do encontro na Casa Branca, a Câmara aprovara uma resolução de repúdio à decisão de Trump.

Em dado momento, Trump chamou Pelosi de “política de terceira categoria”, relatou o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer. Como resposta ao insulto, Pelosi, Schumer e o deputado Stene Hoyer, líder da maioria democrata na Câmara, levantaram-se e abandonaram a reunião. O presidente americano também postou a foto das três cadeiras vazias na rede social.

“Nancy Pelosi precisa de ajuda urgentemente! Tem algo indo mal com ela no andar de cima ou ela simplesmente não gosta do nosso grande país”, escreveu o presidente americano em outro tuíte, grosseiramente especulando sobre a vida privada da presidente da Câmara. “Ela teve um colapso total hoje na Casa Branca. Foi muito triste de ver. Rezem por ela. Ela é uma pessoa muito doente.”

Publicidade

A repercussão nas redes sociais dos seguidos tuítes de Trump foi o deboche à sua atitude. Logo surgiram montagens da foto e comentários risíveis sobre a conduta. Em um deles, diálogos foram adicionados para dar uma nova versão à cena: Pelosi como mãe repreendendo o “garoto” Trump. “Vá para o seu quarto e pense no que você fez. Sem televisão!”, castiga ela.

A iniciativa de Trump resultou em reprimendas de cidadãos comuns e de famosos. A atriz Mia Farrow replicou no Twitter: “Nancy é a chefe, e você parece fraco, senhor”, afirmou. “O homem à sua direita reflete o constrangimento que todos nós sentimos”, completou.

Publicidade

De fato, várias outras fotos da reunião foram postadas para mostrar o quão constrangidos pareciam os colaboradores diretos de Trump.

Donald Trump insulta a presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, em reunião na Casa Branca: colaboradores constrangidos – 17/10/2019

Donald Trump insulta a presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, em reunião na Casa Branca: colaboradores constrangidos – 17/10/2019 Reprodução/Twitter

Este não é o primeiro episódio de insultos de Trump a políticas democratas. Desde a campanha de 2016, o americano vem se referindo à ex-senadora Hillary Clinton, sua adversária naquela eleição, com impropérios: “desonesta” e “sem coração”. A pré-candidata democrata à Casa Branca Elizabeth Warren é chamada por ele de “pateta” e “Pocahontas”, por ela ter declarado descender de nativos americanos. A deputada democrata Alexandria Ocásio-Cortez, para Trump, é “Eva Perón”, o mito do peronismo na Argentina.

Publicidade