Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nacionalistas escoceses sinalizam estatização de empresas contrárias à separação

O ex-vice-líder do Partido Nacionalista Escocês, Jim Sillars, disse que as operações da BP na Escócia podem ser estatizadas; empresa havia demonstrado preocupação com os efeitos econômicos da separação

A batalha de campanhas sobre a independência da Escócia teve uma reviravolta neste sábado, quando um líder nacionalista alertou empresas como a BP de que elas podem ser punidas por mostrarem preocupação sobre os impactos de uma eventual separação. O ex-vice-líder do Partido Nacionalista Escocês, Jim Sillars, disse que as operações da BP na Escócia podem ser estatizadas se os escoceses votarem pela separação do país da Grã-Bretanha em 18 de setembro. “Esse referendo é sobre poder, e quando conseguirmos a maioria do ‘Sim’, usaremos esse poder para um dia de avaliações com a BP e os bancos”, afirmou Sillars.

Com o destino do Reino Unido diante de dúvidas, o futuro econômico da Escócia se tornou um dos assuntos mais debatidos antes de os escoceses decidirem se querem ou não a divisão. “A BP, em uma Escócia independente, precisará aprender o sentido de estatização, em parte ou no todo, como aconteceu em outros países que não foram tão suaves quanto somos forçados a ser”, disse Sillars.

Leia também:

Bancos mudarão sede para Londres se Escócia tornar-se independente

‘Queremos que vocês fiquem’, diz Cameron aos escoceses

Rainha britânica está ‘horrorizada’ diante possibilidade de independência da Escócia

Quando perguntado sobre seus comentários em uma entrevista de rádio à BBC neste sábado, Sillars confirmou ter levantado a possibilidade de estatização, mas disse que usou o termo para conseguir atenção da mídia, e que ela não está na agenda de propostas. Porta-vozes da BP e dos nacionalistas escoceses não foram encontrados para comentar.

Nacionalistas acusam o primeiro-ministro britânico, David Cameron, de coordenar uma campanha de medo promovida por empresários com o objetivo de assustar eleitores, enquanto os sindicalistas dizem que a separação traz muitas incertezas econômicas e financeiras.

Leia também

Londres oferece mais autonomia para a Escócia

Partidos pró e contra a independência da Escócia apelam para o bolso do eleitor

J.K. Rowling doa R$ 3,7 milhões à campanha do ‘não’ à independência da Escócia

(Com Reuters)