Clique e assine a partir de 9,90/mês

Na Ucrânia, 20 mil pessoas protestam contra o governo

Por Da Redação - 29 dez 2013, 14h29

Cerca de 20 mil pessoas voltaram a protestar na Ucrânia neste domingo contra a decisão do governo de arquivar acordo com a União Europeia.

A série de manifestações dura mais de um mês. Neste domingo, o protestos começaram com discursos de líderes espirituais, como padres cristãos, um rabino e um líder muçulmano.

Saiba mais

Por que UE e Rússia querem tanto a Ucrânia?

Continua após a publicidade

Ucrânia, um país com histórico de tragédias

A população ucraniana foi às ruas após decisão do presidente Viktor Yanukovych, no último mês, de parar as negociações com a União Europeia em benefício às relações mais estreitas com a Rússia. A decisão irritou os ucranianos, que esperavam relações mais próximas com a União Europeia após séculos de dominação russa.

Os protestos ganharam força após brutal repressão policial, em 30 de novembro, e a recente agressão da jornalista Tetiana Tchornovol. O governo tenta amenizar as manifestações ao diminuir a repressão nas ruas e liberar ativistas presos.

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade