Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mulher transexual é transferida de prisão masculina para feminina na Inglaterra

Mais de 140.000 pessoas assinaram petições pedindo a transferência de Tara, alegando que ela foi colocada em risco de violência sexual

Uma mulher transexual que cumpria pena em uma penitenciária masculina na Inglaterra foi transferida para uma prisão feminina. O Ministério da Justiça do país enfatizou em um comunicado oficial que a transferência foi visou o bem-estar da prisioneira.

Tara Hudson, que iniciou o processo de transição de gênero há seis anos, ainda é registrada legalmente como homem no país. Mais de 140.000 pessoas assinaram petições pedindo a transferência de Tara, alegando que ela foi colocada em risco de violência sexual.

Leia também:

‘Igreja faz vida de gays um inferno’, diz padre polonês

Suprema Corte dos EUA legaliza casamento gay em todo o país

A transferência foi confirmada após um juiz pedir por uma reavaliação sobre o melhor local para Tara Hudson cumprir sua sentença de 3 meses, decretada como punição para uma agressão cometida no ano passado. Maquiadora de 26 anos, Tara tem oito passagens pela polícia.

Na tarde dessa sexta-feira, o Ministério da Justiça liberou um comunicado, afirmando que é sua política “acomodar os infratores de acordo com seu gênero legalmente reconhecido”. “Contudo, nossas diretrizes dão espaço para decisões e, em tais casos, médicos especialistas irão analisar as circunstâncias a fim de proteger o bem-estar emocional da pessoa em questão”.

Jackie Brooklyn, mãe de Tara, informou ao jornal britânico The Guardian que a filha estava “muito mais feliz” depois da transferência. Descrevendo seu alívio depois da mudança, ela acrescentou que iria “finalmente dormir melhor à noite”.

(Da redação)