Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Mulher é baleada no Capitólio e Washington tem toque de recolher

Moça foi atingida dentro do edifício em meio a invasão de manifestantes pró-Trump; sessão que deve certificar Biden como presidente entra em recesso

Por Da Redação Atualizado em 6 jan 2021, 18h33 - Publicado em 6 jan 2021, 17h53

Uma mulher foi baleada no Capitólio na tarde desta quarta-feira 6, depois que centenas de apoiadores do presidente Donald Trump invadiram o prédio e enfrentaram a polícia. A informação foi divulgada pela rede de noticias CNN.

Lindsay Watts, repórter da Fox News, afirmou que soube de uma fonte paramédica que uma pessoa havia sido ferida por tiros, e que equipes médicas estavam tentando reanimá-la. Seu estado seria crítico. 

Devido ao caos, a prefeita de Washington, a democrata Muriel Bowser, ordenou um toque de recolher em toda a cidade. Será proibido circular nas ruas a partir das 18h locais (20h no horário de Brasília). A medida permanecerá em vigor até as 6h da quinta-feira, 7.

Trump, pediu que os manifestantes se mantivessem “pacíficos”. Anteriormente, porém, ele havia incentivado que apoiadores rejeitassem a certificação da vitória de Biden.

“Por favor, apoiem nossa Polícia do Capitólio e os agentes da lei”, escreveu Trump no Twitter, pouco antes dos manifestantes violarem o cordão de segurança.

“Eles estão verdadeiramente ao lado do nosso país”, disse Trump. “Mantenham-se pacíficos!”. O presidente autorizou o envio da Guarda Nacional americana para conter os distúrbios.

  • O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, foi retirado Capitólio americano por seguranças nesta quarta-feira, 6, depois que manifestantes pró-Donald Trump invadiram o Congresso durante uma sessão para certificar a vitória eleitoral de Joe Biden.

    Pence presidia a sessão, mais cedo tendo declarado que defenderá a Constituição e que não impedirá a confirmação de Biden como o novo presidente americano.

    A Casa de Representantes (baixa) e o Senado entraram em recesso depois que manifestantes interromperam o processo após enfrentar a polícia.

    Continua após a publicidade
    Publicidade