Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Mubarak tem costelas quebradas e líquido nos pulmões

Ditador foi transferido na quinta-feira da prisão de Tora para um hospital militar

Por Da Redação 28 dez 2012, 10h32

O ditador egípcio deposto, Hosni Mubarak, de 84 anos, que foi transferido na quinta-feira da prisão de Tora para um hospital militar, apresenta líquido nos pulmões e costelas quebradas, segundo a agência oficial Mena. O procurador-geral ordenou a transferência de Mubarak devido à deterioração de seu estado de saúde, de acordo uma fonte do gabinete da procuradoria. Ele voltará à prisão assim que o tratamento terminar.

As radiografias revelaram que o ditador tem costelas quebradas devido a uma queda no banho em 15 de dezembro e sofre com acúmulo de líquido nas membranas que envolvem os pulmões, conforme a agência Mena, que cita um relatório médico realizado a pedido do procurador. Mubarak foi condenado à prisão perpétua pela repressão da revolta popular contra seu regime, que deixou mais de 800 mortos.

O ditador egípcio já havia sido hospitalizado em 19 de dezembro, para realizar uma tomografia cerebral, depois da queda no banho. A saúde de Mubarak, um tabu sob sua presidência, está sujeita a muitas especulações e a informações contraditórias desde que renunciou sob a pressão da revolta popular, em fevereiro de 2011.

Durante todo o julgamento, ele compareceu em uma maca e, algumas semanas depois de ser condenado e levado à prisão de Tora, sofreu um acidente vascular cerebral. No dia 19 de junho, a agência oficial Mena afirmou que seu estado era de “clinicamente morto”, uma informação desmentida por fontes médicas, que informaram que ele estava em coma.

Fontes dos serviços de segurança afirmam que Mubarak sofre de depressão aguda, de problemas respiratórios graves e hipertensão. Em março de 2010, quando ainda dirigia o país, Mubarak foi hospitalizado na Alemanha para a retirada da vesícula biliar e de um pólipo no duodeno.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade

Publicidade