Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Motorista que transportava 39 corpos é acusado formalmente por homicídios

Maurice Robinson, um norte-irlandês de 25 anos de idade, foi detido pouco depois dos corpos de 31 homens e nove mulheres ter sido achado na quarta, 23

Por EFE - 26 out 2019, 16h10

O motorista do caminhão frigorífico localizado com 39 corpos em Essex, no leste da Inglaterra, foi acusado formalmente neste sábado, 26, por 39 homicídios e outros crimes, segundo informou a polícia local.

Maurice Robinson, um norte-irlandês de 25 anos de idade, foi detido pouco depois dos corpos de 31 homens e nove mulheres ter sido achado, na madrugada da última quarta-feira, segundo explicou a corporação, por meio de comunicado.

Nesta segunda-feira, o motorista sentará no banco dos réus, acusado de 39 crimes de homicídio, conspiração para traficar pessoas, conspiração para atividades de imigração ilegal e lavagem de dinheiro.

Até o momento, cinco pessoas foram detidas no Reino Unido, a última neste sábado, um norte-irlandês, no porto de Dublin, na Irlanda. Houve mais três prisões na Inglaterra e outra na Irlanda do Norte.

Publicidade

Segundo nota divulgada pela polícia, todos são apontados como suspeitos de conspiração para o tráfico de pessoas e homicídio e seguem presos.

Inicialmente, as autoridades informaram que todas as vítimas seriam de “origem chinesa”, mas foi aberta, posteriormente, a possibilidade de serem vietnamitas. O inspetor Martin Pasmore, chefe da polícia de Essex, admitiu que não será feita mais afirmação sobre nacionalidade, até que as vítimas sejam identificadas.

Durante breve entrevista coletiva concedida na cidade de Grays, o responsável pelas investigações explicou que todos os corpos localizados foram encaminhados para o hospital de Broomsfield, em Chelmsford, onde estão sendo submetidos a autópsia.

Pasmore admitiu que o principal objetivo das investigação é estabelecer se houve um complô mais amplo por trás das mortes dos 31 homens e das nove mulheres. EFE

Publicidade