Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Moscou tacha de inaceitáveis declarações de Hillary sobre eleições na Rússia

Moscou, 6 dez (EFE).- A Rússia definiu nesta terça-feira como inaceitáveis as declarações da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, quem disse que as eleições parlamentares russas de domingo não foram ‘livres e justas’.

‘As declarações de Hillary (…) são absolutamente inaceitáveis. Tais conclusões (sobre fraude eleitoral) não constam em qualquer relatório elaborado pelos observadores internacionais’, declarou Konstantin Kosachov, chefe do comitê das Relações Exteriores da Duma, citado pela agência ‘Interfax’.

Kosachov acrescentou que ‘esta é uma das páginas mais obscuras da história das relações russo-americana depois da retomada dos contatos’.

Nikolay Konkin, secretário da Comissão Eleitoral Central (CEC) da Rússia, usou da ironia para responder a Hillary: ‘Melhor que Hillary se centre em suas eleições’, ressaltou o funcionário russo.

A missão de observadores internacionais da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) e da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa (PACE) denunciou na segunda-feira irregularidades na apuração das eleições parlamentares de domingo na Rússia.

‘A qualidade do processo eleitoral se deteriorou consideravelmente durante a apuração, que foi caracterizada por frequentes violações de procedimentos e casos de aparente manipulação, incluído indícios graves de introdução em massa de cédulas nas urnas’, apontou relatório dos observadores internacionais.

Na opinião de Hillary, quem participou nesta terça-feira de uma reunião da OSCE na Lituânia, ‘as eleições que não são nem livres nem justas’ menosprezam a confiança da cidadania em suas instituições. EFE

vm/dm