Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre universitário desempregado que ateou fogo ao próprio corpo no Marrocos

Rabat, 24 jan (EFE).- Um dos quatro jovens desempregados com diploma universitário que atearam fogo ao próprio corpo na semana passada em frente ao Ministério da Educação em Rabat, no Marrocos, morreu nesta terça-feira, informaram à Agência Efe fontes da Associação Marroquina de Direitos Humanos (AMDH).

Abdelwahab Zaydoun morreu em um hospital de Casablanca, para onde foi levado junto com outro de seus amigos após o incidente, de acordo com as mesmas fontes.

Zaydoun fazia parte de um grupo excluído de um acordo feito entre o governo e os desempregados com diploma universitário que garantia sua inserção no setor público.

Os quatro jovens colocaram fogo no próprio corpo em 18 de janeiro em Rabat, depois que a polícia os deteve durante 15 dias no Ministério da Educação e, segundo a AMDH, os manteve em ‘condições desumanas, sem água e comida’.

‘Esses quatro rapazes fizeram isso em protesto contra as forças da ordem que impediram um grupo de pessoas de entrar no ministério para levar alimentos a eles’, afirmou a AMDH.

Esses atos de protesto são cada vez mais frequentes no Marrocos, onde no ano passado pelo menos três pessoas morreram após colocarem fogo no próprio corpo. EFE