Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre o candidato a presidente do Paraguai Lino Oviedo

Corpo de Oviedo foi encontrado neste domingo carbonizado após a queda de um helicóptero; ele retornava de um comício a 500 km da capital Assunção

O candidato à Presidência do Paraguai Lino César Oviedo, de 69 anos, morreu em um acidente de helicóptero depois de participar em um comício na noite deste sábado, na cidade de Concepción, localizada a 500 km ao norte da capital Assunção.

Os corpos de Oviedo, de seu segurança e do piloto do helicóptero foram encontrados neste domingo carbonizados por uma equipe de resgate formada por militares e bombeiros. A aeronave perdeu contato com a torre de controle pouco antes da meia-noite de ontem e caiu na zona rural de Presidente Hayes, no norte do país, quando retornava para Assunção. O acidente, segundo os primeiros indícios, aconteceu por causa do mau tempo.

“O corpo será velado na sede do partido União Nacional de Cidadãos Éticos (Unace)”, afirmou à AFP Víctor Galeano, amigo da família.

Oviedo era o candidato da Unace para a eleição presidencial de 21 de abril. Nas eleições de 2008, vencidas por Fernando Lugo, ele ficou em terceiro lugar. Ex-comandante do Exército, de origem camponesa, ele foi o homem que intimou pessoalmente a rendição do ex-ditador Alfredo Stroessner em 1989 e provocou a queda do regime de 35 anos.

Em 1996, o então presidente Juan Carlos Wasmosy (1993-98) o acusou de tentativa de golpe, e uma corte marcial o condenou a dez anos de prisão. Oviedo passou a alternar sua vida entre a prisão, o exílio e o poder.

Luto – O presidente do Paraguai, Federico Franco, declarou neste domingo três dias de luto oficial pela morte do candidato presidencial, informou o ministro do Interior, Carmelo Caballero. Ele disse que estão suspensas todas as atividades oficiais durante três dias.

(Com as agências EFE e France-Presse)