Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre o arquiteto argentino César Pelli, designer das Torres Petronas

Presidente Mauricio Macri afirmou que as obras deixadas por Pelli ao redor do mundo sempre serão motivo de orgulho para os argentinos

Morreu nesta sexta-feira, 19, o arquiteto argentino César Pelli, que desenhou as Torres Petronas de Kuala Lumpur, na Malásia, e o World Financial Center de Nova York. Ele estava com 92 anos.

“Com muito pesar recebemos a triste notícia do falecimento do grande arquiteto César Pelli”, escreveu no Twitter Juan Manzur, governador de Tucumán, província natal do arquiteto.

O presidente argentino, Mauricio Macri, foi às redes sociais para prestar condolências aos familiares e amigos do arquiteto. “As obras que deixa no mundo como legado são um orgulho para os argentinos”, disse.

Graduado na Universidade Nacional de Tucumán, Pelli vivia em Connecticut, nos Estados Unidos, desde os anos 1960. Ele foi o decano da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Yale entre 1977 e 1984, e recebeu a medalha de ouro do Instituto Americano de Arquitetos, entre dezenas de outros prêmios.

Além das Torres Gêmeas Petronas que, com seus 452 metros de altura, foram as mais altas do mundo até 2003, Pelli foi o arquiteto responsável pela ampliação do Museu de Arte Moderna (MoMa) de Nova York, em 1984, da Torre Iberdrola, em Bilbao, do International Financial Center, em Hong Kong, da Grande Torre Costanera, em Santiago do Chile; e do prédio YPF, em Buenos Aires.

Uma de suas últimas obras foi o Salesforce Transit Center, em San Francisco, inaugurada em 2018. É uma moderna estação de transporte urbano que inclui espaços verdes, shopping e anfiteatro.

De caráter afável e humilde, Pelli sempre renegou a fama. “O mundo seria melhor se a fama não existisse. O sucesso faz mal, nos faz pensar que somos únicos e especiais. E ninguém é.”

(Com agência France-Presse)