Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Morre militar que participou de resgate de meninos em caverna da Tailândia

Mais de um ano após operação, mergulhador morreu por infecção que pegou durante o salvamento do time de futebol Javalis Selvagens

Por Da Redação 27 dez 2019, 20h23

Um mergulhador da força de elite da Marinha da Tailândia que participou do resgate dramático de 12 meninos e seu técnico de futebol em uma caverna inundada do norte do país no ano passado morreu devido a uma infecção sanguínea que contraiu durante a operação, informou a Real Marinha Tailandesa nesta sexta-feira, 27.

O suboficial Beiret Bureerak vinha recebendo tratamento, mas sua condição piorou, disse a Marinha em um comunicado. Não há detalhes sobre a doença contraída pelo mergulhador.

Ele foi o segundo militar tailandês morto por causa do resgtae dos meninos e do técnico do Javalis Selvagens. Outro agente de resgate, o ex-mergulhador da Marinha e sargento Saman Kuman, morreu durante a operação de salvamento.

O técnico do time Javalis Selvagens, Ekapol Chanthawong, e 12 meninos foram explorar as cavernas de Tham Luang, na província de Chiang Rai, no dia 23 de junho de 2018, quando um temporal da estação de chuvas inundou o sistema de cavernas e os prendeu no subsolo.

Agentes de resgate carregam um dos meninos do time de futebol “Javalis Selvagens”, para a retirada da caverna inundada – 11/07/2018 Marinha Real Tailandesa/AFP

Eles sobreviveram durante nove dias graças à água que pingava das rochas até serem encontrados. Voluntários do exterior se uniram ao esforço de resgate concluído em 10 de junho, quando os meninos e o treinador foram todos retirados ilesos.

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade