Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre István Csurka, polêmico escritor e líder ultradireitista húngaro

Budapeste, 4 fev (EFE).- O polêmico escritor húngaro e fundador do partido ultradireitista MIÉP, István Csurka, morreu aos 78 anos em Budapeste, informou neste sábado a agência de notícias ‘MTI’, que cita fontes de sua família.

Csurka foi internado há várias semanas e, até o momento, as causas de sua morte não foram informadas.

Nos últimos meses, o escritor despertou fortes protestos no mundo artístico da Hungria por ter sido nomeado responsável do programa do ‘Teatro Novo’ (Új Színház) de Budapeste, apesar de sua ideologia ultranacionalista.

Sua designação acabou sendo revogada pelo prefeito de Budapeste, István Tarlós, do partido conservador nacionalista Fidesz, por considerar ‘incompatíveis com a cultura europeia’ os conteúdos antissemitas publicados pela revista ‘Magyar Fórum’ (Fórum Húngaro), dirigida por Csurka.

Nascido em 1934 em Budapeste, em 1987 o escritor e editor foi um dos fundadores do ‘Fórum Democrático’ húngaro, partido democrático que ganhou as primeiras eleições legislativas após a queda do comunismo em 1990.

Devido a divergências com seu partido, fundou em 1993 o MIÉP (Partido Húngaro da Justiça e da Vida), com o qual conseguiu 5% dos votos nas eleições de 1998, formando um grupo parlamentar próprio que dirigiu até as eleições de 2002.

Csurka estudou dramaturgia na Escola Superior de Artes de Teatro e Cinema de Budapeste, e sua carreira de escritor foi reconhecida com vários prêmios estatais durante o comunismo.

Como político, sua carreira foi menos bem-sucedida, já que após 2002 o radical e eurocético MIÉP não conseguiu obter o apoio mínimo para entrar no Parlamento. EFE