Clique e assine a partir de 8,90/mês

Morre adolescente esfaqueada por extremista judeu no desfile do Orgulho Gay em Jerusalém

Por Da Redação - 2 ago 2015, 15h35

Uma adolescente israelense de 16 anos morreu neste domingo (2) após ter sido esfaqueada, ao lado de outras cinco pessoas, por um extremista judeu durante a Parada Gay em Jerusalém na quinta-feira.

Shira Banki estava internada no hospital Shaarei Tzedek, onde ingressou na quinta-feira em estado crítico. Outras duas pessoas sofreram lesões graves e outras três já receberam alta.

A polícia identificou e deteu o extremista, Yishaï Shlissel, um colono ultraortodoxo que havia saído da prisão há três semanas após cumprir 10 anos por um ataque similar que deixou três feridos na parada de Jerusalém em 2005.

O ataque aconteceu no final da marcha, no centro da cidade por volta das 19h locais. “Um homem saiu de uma das calçadas e começou a apunhalar as pessoas. Rapidamente vários policiais foram na direção dele e o imobilizaram em questão de segundos. Havia muito sangue. Foi tudo tão rápido que não deu tempo de ver o autor (do ataque)”, disse uma testemunha.

Aproximadamente 5 mil pessoas participavam da parada pelos direitos LGBT.

Com EFE e AFP

Continua após a publicidade
Publicidade