Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Monarquias do Golfo exigem fim da repressão na Síria

As monarquias do Golfo exigiram nesta terça-feira o fim imediato da repressão na Síria e a libertação dos detentos, como passo prévio para a aplicação de um plano de envio de observadores árabes.

“O Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) pede ao governo sírio o cessar imediato da máquina de matar, o fim do derramamento de sangue, a libertação dos detentos, como primeiro passo para iniciar a aplicação do protocolo sobre o envio de observadores”, afirma um comunicado do grupo regional divulgado ao fim de uma reunião em Riad.

O texto do CCG pede ao governo sírio a “aplicação de todas as cláusulas da iniciativa árabe”, que prevê – além do envio de observadores para proteger os civis – o fim da repressão, a libertação de pessoas detidas em consequência das manifestações e a retirada do Exército das cidades.

“Esta iniciativa deve ser aplicada imediatamente”, destacou o chefe da diplomacia saudita, o príncipe Saud al-Faisal, em uma entrevista coletiva.

“Ouvimos dizer que a Síria aceitou o protocolo (de envio dos observadores), mas não a iniciativa árabe. O protocolo é parte integrante da iniciativa árabe, que é indivisível”, afirmou o ministro saudita.