Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Moça na banheira não era a mulher que morreu em ação antiterror em Saint-Denis

Por Da Redação 24 nov 2015, 20h07

Na semana passada, a foto de uma mulher na banheira identificada como Hasna Aitboulahcen, a jihadista que morreu na explosão no apartamento em Saint-Denis durante uma operação antiterrorista, foi amplamente divulgada na imprensa mundial. Nesta semana, porém, uma muçulmana marroquina veio a público para esclarecer que ela é a mulher retratada na banheira, e não a jihadista morta após os atentados no dia 13 de novembro em Paris.

Em entrevista à rede americana CNN, Nabila Bakkatha contou que a foto na banheira foi tirada por uma amiga no período em que ela viveu no nordeste da França, entre 1998 e 2007, para estudar moda. Nabila disse que cortou relações com a amiga por causa de uma briga e, depois de voltar ao Marrocos, nunca mais teve notícias da moça.

Leia também:

Vídeo mostra momento da explosão em prédio de Saint-Denis

Prima de mentor dos atentados de Paris não se explodiu

“Nunca publiquei nenhuma foto minha na banheira [em redes sociais]”, disse Nabila. “A foto ficou com minha amiga, que a vendeu por vingança a um jornalista francês após os ataques em Paris.”

A divulgação da imagem pelo tabloide britânico Daily Mail trouxe problemas para Nabila. “Minha família ficou em choque e alguns parentes não querem mais falar comigo” disse ela. A marroquina contou ainda que deixou de trabalhar e teme sair de casa. “Tenho certeza que terei sérios problemas se viajar à França.”

Além da imagem que ficou mundialmente conhecida, uma foto de Nabila com a família, também vendida pela ex-amiga, foi erroneamente divulgada como sendo Hasna Aitboulahcen. “Vou processar a mulher que vendeu minhas fotos e o jornalista que as comprou”, afirmou Nadila, à CNN.

Hasna Ait Boulahcen
Hasna Ait Boulahcen VEJA

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade