Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Missionário italiano é encontrado morto em município baiano

Por Da Redação 30 abr 2012, 13h01

Brasília, 30 abr (EFE).- O missionário italiano Luigi Plebani, de 62 anos, foi encontrado morto nesta segunda-feira em sua casa na diocese de Ruy Barbosa, situada a 300 quilômetros de Salvador, enquanto a polícia investiga se a morte do religioso está relacionada com um suicídio ou um assassinato, informaram à agência Efe fontes locais.

Plebani, que estava no Brasil há 30 anos, foi encontrado morto em sua casa por algumas freiras que esperavam o missionário para uma missa. Segundo porta-vozes da diocese de Ruy Barbosa, a ausência do italiano foi considerada ‘estranha’ e, por isso, as freiras se deslocaram até sua residência.

De acordo com as fontes, o missionário estava enforcado e tinha um pedaço de fita adesiva na boca, o que foi considerado pela polícia como um possível indício de assassinato, embora a hipótese de suicídio ainda não tenha sido descartada.

‘Plebani efetuava alguma de suas atividades como missionário em presídios e também já tinha recebido ameaças de morte por grupos vinculados ao tráfico de drogas’, apontaram as fontes, que pediram anonimato e explicaram que na casa do missionário não havia indícios de um suposto assalto.

Seguindo seu próprio pedido, Plebani será sepultado no município de Palmares, em Pernambuco, onde morou logo depois de ter chagado ao país para realizar seu trabalho de missionário na paróquia de Lagoa dois Gatos.

O religioso, que nasceu em Rudiano – uma província de Brescia, no norte da Itália -, foi ordenado sacerdote em 1973. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade