Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ministro francês culpa imigrantes por aumento de assaltos

Claude Guéant apoia mudança na lei para permitir deportação nesses casos

O ministro francês do Interior, Claude Guéant, partidário da luta contra a imigração ilegal, comemorou nesta terça-feira a diminuição de 0,34% da criminalidade na França em 2011. Porém, não deixou de ressaltar que considera os imigrantes europeus do leste e centro do continente culpados pelo aumento de 16% dos assaltos na França. Os comentários foram feitos a três meses das eleições presidenciais no país.

Guéant afirmou que vai apoiar uma mudança na legislação para permitir a deportação de estrangeiros condenados por esses crimes. “É muito difícil combatê-los, porque são pessoas que escapam de um país a outro muito rapidamente”, disse ele à rádio RTL, segundo reportou a agência Reuters. Guéant foi nomeado ministro pelo presidente Nicolas Sarkozy, há um ano.

No último dia 10 de janeiro, Guéant anunciou um forte aumento das expulsões de estrangeiros em 2011, que alcançou o número de 32.922 pessoas. “Este número é superior à meta de 28.000 que havíamos fixado inicialmente. É o maior nível já alcançado”, afirmou o ministro em uma coletiva de imprensa, na qual adiantou que o objetivo para 2012 será a expulsão de 35.000 estrangeiros ilegais.

Eleições – Considerado próximo ao presidente Nicolas Sarkozy, Gueánt defende a luta contra a imigração ilegal, mas também apoia uma redução da imigração legal. O ministro apresentou o balanço de 2011 quando faltam três meses para o primeiro turno das eleições presidenciais, nas quais Sarkozy tentará a reeleição, embora ainda não tenha anunciado formalmente sua candidatura. A imigração é um tema recorrente nas campanhas eleitorais francesas. Nesta questão, a direita de Sarkozy enfrenta a concorrência da ultradireita, cuja candidata Marine Le Pen dispõe atualmente nas pesquisas de 15% das intenções de voto.