Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ministro de relações exteriores russo aceita visitar Coreia do Norte

Sergey Lavrov confirma que irá a Pyongyang, ainda sem data marcada, mas disse que não há encontro previsto entre Putin e Kim Jong-un

O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, aceitou convite formal para visitar a Coreia do Norte — mais um de uma série de encontros diplomáticos propostos pelo país dominado por Kim Jong-un para se aproximar das potências globais.

“Estamos muito felizes com o convite que recebemos para visitar Pyongyang”, disse Lavrov depois de uma reunião com o ministro das Relações Exteriores norte-coreano, Ri Yong Ho, em Moscou, segundo o canal de televisão americano CNN.

Ainda assim, Lavrov afirma que não há previsão para uma possível futura cúpula entre o presidente russo, Vladimir Putin, e Kim Jong-un. Ainda assim, segundo o chanceler, os dois líderes “trocam declarações regularmente”.

O antigo ministro das Relações Exteriores da Rússia já havia visitado Pyongyang em 2009, durante uma rodada de negociações sobre o desarmamento norte-coreano.

Durante reunião nesta terça-feira (10), Lavrov disse que Moscou queria desenvolver “boas relações de vizinhança” com Pyongyang, segundo a mídia estatal russa TASS. O ministro acrescentou, ainda, que a Rússia quer ajudar com projetos trilaterais ao lado da Coreia do Norte e da Coreia do Sul, “na medida em que [Seul] estiver pronta para tal cooperação”.

Kim Jong-un já tem reuniões presenciais agendadas com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, em 27 de abril, e com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em encontro que deve ocorrer no final de maio ou no início de junho.

Além disso, o líder norte-coreano viajou a Pequim –em visita secreta– para se encontrar com o presidente chinês Xi Jinping, em 27 de março, a primeira vez que Kim encontrou um líder chinês desde que assumiu o poder.