Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Ministro das Finanças será o novo primeiro-ministro japonês

Ex-titular da pasta, Yoshihiko Noda assumirá cargo após renúncia de Naoto Kan

Por Da Redação 29 ago 2011, 03h37

O ministro de Finanças japonês, Yoshihiko Noda, foi eleito nesta segunda-feira presidente do governante Partido Democrático (PD) do Japão, o que o transforma no novo primeiro-ministro do país asiático.

Noda, que bateu no segundo turno de votação o titular da pasta da Indústria, Banri Kaieda, substituirá Naoto Kan, que na sexta-feira anunciou uma renúncia largamente esperada, depois de sofrer severas críticas a respeito da gestão da crise causada pelo terremoto seguido de tsunami.

Leia também:

Leia também: ‘No, we Kan’t’: mais um primeiro-ministro japonês renuncia

O ministro das Finanças, de 54 anos, obteve o apoio de 215 dos quase 400 legisladores do PD, enquanto Kaieda, que saiu inicialmente como favorito, alcançou 177 votos. Ambos tinham superado em uma primeira rodada os outros três candidatos: o ex-ministro de Exteriores Seiji Maehara; o titular de Agricultura, Michihiko Kano, e o ex-ministro dos Transportes Sumio Mabuchi.

Continua após a publicidade

Após a votação, Noda, um ferrenho defensor da disciplina fiscal, admitiu que depois do desastre do dia 11 de março a carga que a política japonesa deve enfrentar é cada vez maior, mas insistiu em que trabalhará para resolver a crise. Neste sentido, apelou pela unidade de seu partido, cada vez mais fragmentado, com o objetivo de superar disputas internas.

Premiê do Japão: o cargo político mais instável do mundo

Noda enumerou os sérios problemas que a terceira maior economia do mundo enfrenta atualmente, entre eles a crise nuclear, o desafio da reconstrução após o terremoto de março, a persistente deflação e o contínuo fortalecimento do iene, que prejudica os exportadores, motor econômico do país.

Noda se tornará o sexto primeiro-ministro nos últimos cinco anos, nos quais por causa do instável governo japonês passaram Shinzo Abe (2006-2007), Yasuo Fukuda (2007-2008), Taro Aso (2008-2009), Yukio Hatoyama (2009-2010) e Naoto Kan (2010-2011). Está previsto que o ministro das Finanças assuma seu cargo nesta terça-feira, quando Naoto Kan dissolverá o atual gabinete.

(com Agência EFE)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)