Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ministro da Felicidade na Índia é procurado por assassinato

Titular do órgão responsável por gerir a alegria da população de estado indiano é acusado de assassinar rival político

Por Da redação Atualizado em 14 dez 2017, 14h12 - Publicado em 14 dez 2017, 13h34

A polícia da Índia lançou uma operação para prender o responsável pelo único ministério estadual da Felicidade do país. Lal Singh Arya, de 53 anos, é acusado de assassinar um oponente político em 2009, e está foragido desde terça-feira, quando uma Corte no estado de Madhya Pradesh, onde o oficial é responsável por gerir a alegria da população, emitiu um mandado de prisão.

Arya é titular da pasta criada em 2016 para garantir “a felicidade e tolerância dos cidadãos” com a criação de “um ecossistema que permita a população materializar o seu potencial interno de bem-estar”, segundo informa a rede BBC. O estado de Madhya Pradesh é o segundo maior do país, com mais de 70 milhões de habitantes, e fica na região central da Índia.

De acordo com o site Times of India, a polícia do distrito de Bhind não encontrou Arya em sua residência oficial, na cidade de Bhopal, e estendeu as buscas para outros lugares relacionados ao político, mas sem sucesso na apreensão. A primeira audiência do julgamento do ministro, considerado um “fugitivo da Justiça”, está agendada para o dia 19 de novembro.

  • O ministério da Felicidade indiano é baseado no índice de “felicidade nacional bruta” desenvolvido pelo Butão, que avalia o nível de sucesso do país, em análise conjunta com o PIB local, a partir de indicadores como a saúde física, espiritual e social de seus cidadãos, reporta o jornal britânico The Guardian. Em Madhya Pradesh, programas sociais públicos como classes de ioga, meditação e peregrinações religiosas estão entre as atividades coordenadas pelo órgão.

    Continua após a publicidade
    Publicidade